quinta-feira, 11 de julho de 2013

Querido Tempo

E as minhas promessas de voltar a postar ativamente em Ítaca parecem promessas de políticos corruptos, mas aos poucos eu estou voltando, espero que seja em breve.
Fiquem hoje com esse lindo poema chamado "Querido Tempo".

Fascínio pelo Tempo,
Apaixonado sou.
Todo cercado por ele
Sempre estou.
Nascendo e morrendo,
Construindo e destruindo,
Sem poder controlá-lo,
Um amor impossível.
Isso o torna amável,
Tanto quanto temível.
Ao lado dele caminho,
Coleciono seus bens,
Inspiro-me nas horas
Que passam, que passam...
Tic tac, tic tac...
O Tempo? Não,
Meu coração.
Por ele? Sim.
Mas ele, por mim, não parou.
Louco pelo Tempo,
Apaixonado sou.

Odisseu Castro.

 Agradeço pela inspiração desse poema ao meu amigo descíclope André (também conhecido como Xoted, mas só para os íntimos). Que sua amizade continue a me trazer mais e mais belos versos durante nossas conversas via Facebook. ^^

Rodrigo Ferreira.

2 comentários:

  1. Olá
    Boa tarde

    É sempre agradável, vir ao teu blogue,ler a tua poesia.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. que legal isto que escreveu sobre o tempo! parabéns!

    ResponderExcluir